*Isis – Daesh. Como nasceu – O Que o Alimenta

*O Isis (Daesh) nasceu no Iraque, no calor da ocupação estadunidense. E na fragmentação /desmantelamento ideológico das forças armadas iraquianas pelos EUA. Este desequilíbrio de forças, contribuiu para fortalecer a guerra síria. Este cenário foi fundamental para o crescimento do daesh.

*Turquia e Arábia Saudita, aliados do Ocidente, são territórios epicentricos de financiamento do ISIS. A Turquia tem permitido o fluxo de caminhões que atravessam sua fronteira, carregados com petróleo, a partir dos campos petrolíferos da Síria, estes campos sirios são controlados pelo estado islâmico atualmente.

*O ISIS enfraqueceu após o inicio dos ataques russos em outubro de 2015 (foram-lhes destruidos parte de seus depositos de armas e sua logística para entrada e saída de petróleo). Porém manteve ocupados territérios inimigos de Israel, da Turquia e da Arábia Saudita.

-O início do que viria a ser o ISIS

Os antecedentes que levaram ao ISIS, surgiram no contexto da ocupação do Iraque

-O contexto no Iraque

Milhares de iraquianos foram encarcerados em prisões secretas estadunidenses, onde eram torturados diariamente. Alguns  desapareceram para sempre. Outros reapareceram anos mais tarde, mutilados fisicamente e mentalmente pela tortura, com um forte padrão de sobrevivencia, uma fé inabalável e uma alta aptidão para o extremismo religioso

Grupo da prisão de; Camp Bucca

Abu Baker Al Baghdadi, que se tornou em 2010 o líder do estado islâmico do Iraque, foi preso pelos americanos em 2004 na cidade de Fallujah. Fallujah foi duramente atingida pelas forças de ocupação, que, bombardearam casas, mercados, escolas, hospitais, etc.. Para esta ocupação, empregaram entre outras armas; o fósforo branco, altamente proibido no dito “mundo civilizado”.

-As revoltas no Iraque

Em 2010, em um Iraque totalmente quebrado, iniciou-se um movimento pacífico de protesto contra o governo central, que tomou o poder após a eclosão das revoltas na Tunísia e no Egito em 2011

-O estado islâmico na Síria

A repressão do governo iraquiano contra todos os tipos de reclamação ou protesto aumentou e levou alguns setores da oposição ao extremismo. O mesmo aconteceu na Síria, onde os tumultos irromperam em março 2011

-A ascensão do isis

Em 2014, o estado islâmico se fortalece na Síria e no Iraque. Milhares de homens do isis armados e protegidos com humvees e tanques, tomaram várias cidades iraquianas com pouca resistência

-Tomando mais território

Grupos sunitas de origens diversas, unidos apenas por um inimigo comum, integraram as fileiras do daesh. O isis tomou várias cidades iraquianas e chegou muito perto de Bagdá, apenas encontrando resistência por parte do exército iraquiano, (exército este, marcado pela corrupção). Os soldados fugiram, não havia armamento para freiar a investida do daesh. Os únicos que fizeram algo para impedir [o daesh] foram; o exército iraniano (até onde conseguiu) e as milícias xiitas; confessou recentemente o ex-ministro da Defesa iraquiano Ali Allawi, em documentário da tv Al Jazeera.

-As vistas grossas e o finaciamento

O Daesh é visto por alguns atores regionais, (Israel, Turquia, Arábia Saudita, etc) como uma arma potencial contra o Irã. Ele manteve fraco o regime xiita no Iraque e mantem ocupados os grupos inimigos de Israel como o Hezbollah. Na Síria o daesh luta contra varios grupos de oposição. A turquia tem feito vistas grossas ao daesh. Erdogan utiliza o grupo extremista radical para deter a influencia dos curdos na região. Por exemplo: Erdogan permite a entrada do daesh em seu território, tem bombardeado as Ypg curdas (unidades de proteção popular), quando estes ataques deveriam ser dirigidos ao daesh, Erdogan também tem permitido o trafego de caminhões, que, cruzam suas fronteiras carregados de petróleo procedentes dos campos sírios controlados pelo daesh. Desta forma, Erdogan pensa evitar a possibilidade de uma soberania curda que luta contra o daesh e defende o seu território natural na turquia.  A compra do petróleo no mercado negro turco, tem sido uma das mais eficazes forma de financiamento do daesh, junto com as cobranças de grandes somas de dinheiro, pelo resgate de alguns sequestrados pelo isis. Também recebe apoio economico de milionários sauditas, tudo sobre as vistas grossas do regime de Riad. Esses individuos também fazem loby para que outros milionários apoem o daesh.

-A guerra contra o terror

Os aliados dos Eua na Síria, (na coalizão que bombardeia o pais), são entre outros a monarquia absolutista da Arabia Saudita, que segue apoiando o daesh a partir de seu pais. Os Eua e os sauditas operam juntos com os Emirados Arabes na coalização que bombardeia o Yemen, onde estão fomentando mais bases para o terrorismo, matando e mutilando a população civil no Yemen. A mesma situação anterior ocorrida no Iraque. Mostrando-nos que : Se todo este percurso não for modificado, o oriente médio pode se incendiar. E nos indicando que não se trata apenas de intervensões militares. Trata-se da questão da terra, da religião, das castas que não abrem mão do poder, do imperialismo israelí apoiado pelos Eua e aliados ocidentais e regionais, etc, etc, etc

 

Baseado em texto de: http://centrodeperiodicos.blogspot.com.br/2015/11/como-surge-el-isis-como-se-financia.html

Anúncios

Um comentário sobre “*Isis – Daesh. Como nasceu – O Que o Alimenta

  1. […] O ISIS está longe de ser um grupelho de revoltados, ele nasceu no Iraque e se transformou num projeto de estado realmente, um projeto que não foi implantado, sendo assim não foi concretizado e não querendo advogar em sua causa, posto que este texto apenas tenta expressar um pensamento e não uma tese de defesa ou incriminatória. Leia; Isis – Como nasceu – O Que o Alimenta […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s